terça-feira, 25 de setembro de 2012

A primeira novela do Estado em 1965


Pedra Redonda, 39 foi o nome da primeira novela gravada no Rio Grande do Sul, e o cenário foi a Mansão da Vila Clotilde, no Morro do Sabiá, no bairro Ipanema. O ano, 1965 e Tarcisio Meira foi o galã com sua parceira Glória Menezes. A trama contava a história de uma família tradicional e incluía um crime misterioso. Além das gravações de estúdio no canal 12, foram feitas muitas tomadas de cenas na propriedade da bailarina Lya Bastian Meyer. A casa ficava no número 39 da Estrada da Pedra Redonda, hoje a Coronel Marcos, daí o título da novela. Pedra Redonda, 39 estreou no horário nobre das 21h em maio de 1965, na TV Excelsior de São Paulo.

A Pedra Redonda de outrora, tinha fama, eram as mansões com praia particular. E o exemplo desta elite residente era a chácara da Vila Clotilde, que viveu o seu auge nos anos 30 do século passado. A fina moradia pertencia ao senhor Oscar Bastian e à sua esposa, dona Clotilde. O casal teve apenas uma filha, Lya Bastian Meyer. Professora e bailarina, Lia foi a introdutora do balé no Estado e primeira diretora oficial de dança do Theatro São Pedro. A mansão da Senhora Clotilde abrangia todo o Morro do Sabiá, desde a antiga Estrada da Pedra Redonda até a beira da praia. O local ficou muito famoso em 1931, quando alí foi oferecido um chá à primeira dama do país, Dona Darcy Vargas. Os tempos eram mágicos, e o bairro Ipanema despontava no cenário porto-alegrense.

*A Vila Clotilde ainda existe, porém, parte da chácara foi vendida para a Associação dos funcionários da Varig (Fundação Rubem Berta), outra parte foi vendida para a Associação dos alunos Maristas de Porto Alegre e finalmente, o alto do morro foi vendido para o Colégio Anchieta. Fonte: PELLIN, Roberto.

*Por Janete da Rocha Machado, Conselho de Blogueiros
Fonte: http://wp.clicrbs.com.br/zhzonasul/2009/12/16/a-primeira-novela-do-estado/



Nenhum comentário:

Postar um comentário